As etapas de uma Mediação

Etapas de uma mediação
0 Flares LinkedIn 0 Facebook 0 Email -- Filament.io 0 Flares ×

Em comparação com outras formas de resolução de disputas, o processo de mediação pode ter um toque informal, importante para problemas de menor complexidade. Por isso, viemos aqui destrinchar de maneira simples como se dá esse processo.

A mediação pode incluir algumas ou todas as seis etapas a seguir:

1. Planejamento.

Antes do início do processo de mediação, o mediador ajuda as partes a decidir onde devem se reunir e quem deve estar presente para servirem como “testemunhas”.
Cada lado pode ter advogados, colegas de trabalho e / ou familiares em sua equipe, dependendo do contexto.

2. Introdução do mediador

Com as partes reunidas na mesma sala, Kathy, a mediadora, apresenta os participantes, descreve o processo de mediação e estabelece as regras básicas.

Ela também apresenta seu objetivo para o processo de mediação: ajudar as partes a chegarem a um acordo negociado sobre a questão de uma taxa de consultoria em disputa e resolver a relação comercial de forma amigável.

3. Discurso de abertura.

Após a apresentação do mediador, cada lado tem a oportunidade de apresentar sua visão da disputa sem interrupção.

Além de descrever as questões que acreditam estar em jogo, eles também podem reservar um tempo para expressar seus sentimentos.

4. Discussão conjunta.

Após cada lado apresentar suas observações iniciais, o mediador e os disputantes estão livres para fazer perguntas com o objetivo de chegar a um melhor entendimento das necessidades e preocupações de cada parte.

Como os lados em disputa muitas vezes têm dificuldade em ouvir uns aos outros, os mediadores agem como tradutores, repetindo o que ouviram e pedindo esclarecimentos quando necessário. Se as partes chegarem a um impasse, os mediadores diagnosticam os obstáculos que estão em seu caminho e trabalham para colocar a discussão de volta nos trilhos.

5. Conversas

Se as emoções aumentarem durante uma sessão conjunta, o mediador pode dividir os dois lados em salas separadas para reuniões privadas ou caucuses.

Freqüentemente, mas nem sempre, o mediador diz a cada lado que as informações que eles compartilham no caucus permanecerão confidenciais.

A promessa de confidencialidade pode encorajar os disputantes a compartilhar novas informações sobre seus interesses e preocupações.

6. Negociação – última etapa da mediação

Neste ponto, é hora de começar a formular ideias e propostas que atendam aos interesses centrais de cada parte – terreno familiar para qualquer negociador experiente. A mediadora pode liderar a negociação com todas as partes na mesma sala, ou ela pode se envolver em “diplomacia intermediária”, movendo-se para frente e para trás entre as equipes, reunindo ideias, propostas e contrapropostas.

Cerca de 80% das mediações de disputas levam à resolução, de acordo com o Professor Emérito de Direito da Northwestern University, Stephen B. Goldberg.

Dependendo da complexidade dos problemas, a mediação pode durar meras horas ou pode levar dias, semanas ou apenas 1 mês.

As etapas da mediação são simples

Algumas resoluções serão verdadeiramente “ganha-ganha”; outros dificilmente serão aceitáveis para um ou ambos os lados – mas melhores do que a perspectiva de uma luta contínua ou batalha judicial.

Se as partes chegarem a um consenso, o mediador delineará os termos e poderá redigir um projeto de acordo.

Se você não chegar a um acordo, o mediador resumirá de onde você parou e poderá envolvê-lo em uma discussão sobre suas alternativas de não acordo, como Arbitragem.

Quer resolver seu problema? Fale conosco.

One thought on “As etapas de uma Mediação

  1. Pingback: Quais são os três tipos básicos de resolução de disputas? - Arbitralis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

0 Flares LinkedIn 0 Facebook 0 Email -- Filament.io 0 Flares ×